Sobre Nutrição

Busca


Área restrita do paciente:  

 
E-mail: Senha:  Esqueci minha senha!
 

Nutrição e Saúde

Afta

Uma das condições mais frequentes na cavidade bucal são as ulcerações aftosas, mais conhecidas como aftas. Estas são de etiologia desconhecida, porém acredita-se que sua origem seja de condições genéticas, imunológicas e derivadas de fatores ambientais.

Alterações hormonais associado ao estresse e fatores nutricionais podem contribuir para ocorrência de aftas. Estudos demonstram que pacientes portadores de úlceras aftosas, podem apresentar deficiências nos níveis de ferritina, ferro, folato e vitamina B12. As mais comuns são a de ferritina e a de ferro, ocorrendo em 11% a 36% dos pacientes que apresentam casos recorrentes de afta. O ferro pode ser consumido através de alimentos de origem animal ou vegetal como carnes magras e leguminosas (feijão, grão de bico e lentilha).

A vitamina B12 ou cobalamina (é encontrada em alimentos de origem animal como carnes, leite e ovos) é essencial para o crescimento e divisão celular. Na boca, a deficiência desta vitamina está associada à atrofia da mucosa, com sintomas de ardência bucal.

O ácido fólico é um nutriente importante também nestes casos, uma vez que é convertido em enzimas que o organismo precisa para produzir DNA, RNA e glóbulos vermelhos. A falta de regeneração rápida das células da mucosa, promovida pela deficiência de ácido fólico, pode causar alterações gastrintestinais, bem como atrofia da mucosa bucal, e facilitar o desenvolvimento das lesões aftosas. Este nutriente está presente em alimentos como: vísceras, feijão, aspargos, couve, espinafre e oleaginosas.

Alguns trabalhos comprovam a eficiência de uma suplementação de cálcio e vitaminas B1, e C para pacientes com úlceras aftosas recorrentes (UAR). O cálcio está presente nos leites e derivados e vegetais verde escuro. A vitamina B1 pode ser consumida através da ingestão de cereais integrais, aveia, peixes e ovos. Já a vitamina C pode ser consumida através de alimentos como acerola, caju, laranja, morango, couve manteiga e auxilia na produção de células essenciais do sistema imune, especialmente os neutrófilos que atacam bactérias e vírus.

Uma vez que o surgimento da afta possa estar relacionado com o sistema imune alguns nutrientes como zinco, presente em leguminosas e oleaginosas são importantes para aumentar a imunidade.

A alicina, presente no alho e na cebola é um composto que auxilia o nosso sistema imune agindo na destruição e inibição de bactérias, estimulando a atividade da imunidade humoral e celular (dois tipos de imunidade que nosso corpo possui contra substâncias estranhas que entramos em contato), além de aumentar a produção de citocinas e moléculas citotóxicas (enviam sinais durante a resposta imunológica).

Alguns estudos comprovam que há associação entre o surgimento de úlceras aftosas recorrentes (UAR) coma ingestão de alimentos como tomates, morangos, nozes, chocolate, glúten, mentolados, melão, agrião, alimentos ácidos, condimentados ou embutidos (EVERSOLE, 1982).

 
 

Alimentação e saúde da tireóide

 
 

A tireoide é uma importante glândula do nosso organismo e produz hormônios que tem como uma das suas principais funções regular o metabolismo. Alguns alimentos podem prejudicar sua função, assim como existem nutrientes que são essenciais para o seu bom funcionamento.

Mais
 

Erros comuns que as pessoas cometem quando querem perder peso

 
 

Hoje em dia há muita informação na mídia com dicas para emagrecimento. Mas será que podemos confiar nelas? Conheça alguns dos erros muito comuns que observamos na dieta de pessoas que querem perder peso.

Mais
 

Saúde do intestino e a prevenção de doenças

 
 

Saiba como o mau funcionamento intestinal está relacionado com a obesidade.

Mais